Tel: +55 71 3266-0412| E-Mail: sinloba@sinloba.org.br



Senado.jpg

RUMO A BRASÍLIA

Prezados Lotéricos,
Em Brasília, juntamente com Jodismar, Marcos, Aldemar, Luiz Marinho, Urbano,visitamos os gabinetes dos Deputados Paulo da Força, Arthur Maia, Lucio Vieira Lima, Goulart, Marquezelli e o Senador José Pimentel (diga-se de passagem um bom trabalho de bastidores feito por grandes guerreiros) e acompanhei de perto sobre o aumento de nossas tarifas.
Como já disse, não tenho nenhuma dúvida de que fazemos parte das melhores Empresas de negócios do país, razão pela qual devemos ser remunerados à altura da qualidade do serviço que prestamos.
Atualmente, recebemos a pior remuneração do país, no que diz respeito aos correspondentes bancários. Sempre na expectativa de bons dias, acreditando nas falsas promessas da Caixa, somos a todo momento cobrados por eficiência e resultados.
Temos metas a cumprir. Os representantes da Caixa que lidamos no dia a dia, deveriam ser os primeiros a exigir do colegiado um reajuste à altura dos esforços empregados para cumprir essas metas, pela busca constante da excelência na prestação do serviço. Demos nossa contribuição para promover a Instituição Caixa, que ampliou o relacionamento com clientes através das Loterias, e que possibilitou o aumento das receitas com prestação de serviços.
Na hora do ônus, somos chamados, e na hora do bônus, seremos esquecidos? Não podemos aceitar penduricalhos! Sei muito bem o grau de insatisfação dos presidentes de Sindicatos e dos demais Lotéricos de todo o Brasil, com relação à atual remuneração. Todo dia escuto comentários a respeito.
Mas, é preciso que vocês expressem essa insatisfação na rua. É necessário que vocês entrem na luta e participem das manifestações.
A próxima será no dia 29/06, quarta-feira, com concentração na porta da Caixa em Brasília e posterior deslocamento.
A televisão irá noticiar, e a insatisfação dos Lotéricos será manchete em todas as mídias, pressionando o Governo.
Não custa nada repetir que não há jogo sem pressão, não há vitória sem luta. Historicamente, os movimentos sociais só conseguem conquistas na rua. É na base do grito mesmo, não tem outro jeito.
Quero que fique bem claro, que a Bahia não está indo como dissidente, nem como independente , até porque o nome Febralot está acima de tudo isso, e os presidentes de Sindicatos merecem respeito, assim como toda a categoria, mas com a convicção de nossos sentimentos convergirem com os mesmos propósitos dos que se dizem independentes.
O Sinloba, não deixará nem um filiado seu ir a luta sozinho. Fiquem atentos aos penduricalhos e etc.
Lembrem-se que é um jogo, um adversário analisando o outro, monitorando seus movimentos, estratégias e avaliando sua força.
Temos que mostra nossa capacidade de mobilização.
Presidente do Sinloba Ronaldo Matteoni

Fonte: Febralot

Ver todas as notícias...

Politica

Como a nova MP vai destinar os recursos das Loterias

O governo federal informou nesta sexta-feira (13/07) que a nova medida provis&o...

Politica

Reunião com Chefe de Gabinete da Prefeitura de Salvador para discutir

Reunião realizada com o Chefe de Gabinete do Prefeito de Salvador, João Roma Neto, na ú...