Tel: +55 71 3266-0412| E-Mail: sinloba@sinloba.org.br



Reuniao-com-Eunicio-1024x680.jpeg

Febralot reúne diretoria e sindicatos para trabalho em Brasília

Foi realizado um estudo de fundamentação dos valores solicitados no Projeto de Lei 01/2018 que tramita no Senado Federal. Este trabalho baseou-se no valor das tarifas compreendidas entre os anos de 2006 até 2017 e demonstrou efetivamente que os valores pleiteados pela Categoria estão fundamentados.

Este trabalho foi um reforço às argumentações do Projeto para ser apresentado aos senadores caso haja algum tipo de questionamento, visto que os senadores possuem uma ampla equipe técnica que deve avaliar com cautela o que a Rede Lotérica reivindica. Participantes-12

A palestra explicativa deste estudo foi feita pelo próprio autor Luiz Carlos Stolf e contou com a presença dos líderes dos sindicatos estaduais e diretoria da Federação Brasileira das Empresas Lotéricas.

Executivos da Caixa trazem informações técnicas de planejamento para 2018

A Caixa esteve representada por seus executivos dos setores SUALO / GENLO / GEALO e GELOT. Quem liderou a apresentação foi o Superintendente Nacional de Produtos, Gilson César Pereira Braga.

Os tópicos abordados foram:

Novo produto “Dia de Sorte” que se trata de um novo jogo já apresentado em informativos anteriores e que há tempos não sai do papel. Este produto já vem gerando grande expectativa da Rede. Deve oferecer um alto poder de premiação conforme estudos internos realizados pela gestora.

O modelo deve contar com sorteios três vezes por semana e segundo a Caixa está na reta final para implantação com uma perspectiva de acréscimo na arrecadação anual em torno de R$500 milhões. Há também o produto denominado de “Super Sete”, que também foi destacado com possibilidades de gerar acúmulos e seu modelo será baseado em apostas por colunas. Ainda sem data prevista, recebeu dicas e críticas dos presentes que devem entrar nos estudos do desenvolvimento. Ainda estão em definição as formas de premiação e tipos de apostas.

Outro produto em desenvolvimento será chamado de “Superterno” mas ainda está em fase inicial de desenvolvimento. A Caixa apresentou os novos jogos como forma de mostrar a preocupação em oferecer novas opções de negócios para gerar aumento da rentabilidade das ULs.

Loterias pela internet foi outro assunto abordado, mas a Febralot deixou claro que continua contra a remuneração apresentada e considera desfavorável para o crescimento da Categoria. A Caixa, mais uma vez foi irredutível e afirmou que este ponto de remunerações não será mais discutido e não terá volta. A gestora afirma que nas pesquisas realizadas não aparecem possibilidades de evasão de clientes das ULs em função deste tipo de apostas. O modelo está em testes internos na gestora e em fase final para implantação. Participantes-5

Além destes itens foram citados o Espaço de Loterias CAIXA em São Paulo / SP que passou por melhorias e avanços tecnológicos. A Febralot foi convidada a conhecer e assistir a algum dos próximos sorteios no local.

A gestora apresentou análises de outros jogos como a Dupla de Páscoa, Reestudo da Dupla Sena e se comprometeu a melhorias, foram discutidas datas para sorteios especiais, realinhamento de preços para Mega Sena, Lotofácil e Lotomania.

Pendências antigas voltam a entrar em discussão

Participantes - 3ª Gerente Nacional de Gestão Canais Parceiros, Thays Cintra Vieira compareceu a uma reunião com as lideranças da Categoria para tratar de tópicos antigos que ainda não foram solucionados. Acompanhada da Superintendente Nacional de Canais de Distribuição, Tatiana Giobbi e equipe.

Os principais itens discutidos foram:

Pagamento de serviços com cartões de outros bancos – Thays informou que ainda falta a integração das plataformas de sistema das lotéricas e dos bancos correspondentes que são sete com tecnologias diferentes. Não há previsão de data para implantação em função desta complexidade, embora seja um projeto prioritário. A Caixa acredita que ainda este ano seja implantado.

A negociação já está fechada e aprovada para ser feita, o que impede a implantação é o desenvolvimento. O modelo em desenvolvimento visa utilizar o mesmo equipamento das ULs sem necessidade de novo equipamento, a menos que essa integração gere algum impedimento para que ocorra o contrário.

As loterias também poderão ser pagas através deste sistema e está em análise se poderá ser feito em lote ou um a um conforme o modelo de transação de boletos, que será feito com pagamento individual.

Boletos com instruções contrárias ao pagamento em lotéricas – A Caixa tem contato com o emissor do boleto e tem a prerrogativa de multar ou rescindir contrato com quem pratica esta orientação. O que a administração da Caixa pede é que seja encaminhado via SR ou sindicatos, todos os casos como este para que haja um fluxo de trabalho para inibir estes casos.

Plano de contingência de sinal – Toda a Rede segundo a Caixa tem linha de contingência. Segundo a Rede o problema persiste com a entrada automática em 4G não funcionando. A Caixa diz que sempre que houver problemas deste nível para enviar para Caixa via Febralot para que os analistas possam encontrar as soluções adequadas.

Implantação de calculadora no TFL – Ainda sem prazo para implantação.

Informações e relatórios gerenciais via web – Existem demandas previstas para sair pelo próprio TFL que estão em desenvolvimento. O novo canal expresso parceiro também oferecerá algumas soluções, mas trata-se de um paliativo também passando por algumas adequações. A Caixa deve fazer em breve uma pesquisa para saber os tipos de relatório que o empresário lotérico tem interesse em receber pela web a fim de otimizar essa demanda.

Tempo de efetivação nas transações de depósito – Os sistemas necessários para efetivação de um delay foram desenvolvidos, mas com a nova plataforma de cobrança muitos ajustes foram necessários, o que colocou esta questão em suspensão até que a plataforma funcione sem falhas.

Pedidos de insumos pelo TFL – A Rede encontra problemas com o 0800 e até com a transportadora e a Thays deve acionar a GELOT para minimizar os diversos problemas decorrentes desta falha. A Caixa também pede que estes problemas sejam sempre reportados para conhecimento da gestora.

Mudança no modelo de remuneração – A Caixa trabalha em busca de uma solução, mas se recusa a discutir o tema enquanto o PL está em andamento porque é uma questão que depende de discussões mas o cenário político que envolve esta questão não permite negociação.

Vídeo das contagens de numerários – Os lotéricos tem o direito ao acesso à filmagem via gerente de canais e negócios. A Caixa pode criar um normativo para facilitar caso haja dificuldades para obter esse acesso.

Documentos inconsistidos – O comunicado da GERPA pede que seja colocado no boleto o telefone da origem como forma de contato. A Febralot destacou que muitas vezes a agencia não comunica o lotérico deste problema e isso gera mais dificuldades. A Thays informou que buscará uma forma de acelerar este processo.

Novo modelo de implantação e estorno de boletos – O padrão estabelecido é pela Febraban e mudou indistintamente para todos. Considera-se ainda um período de testes e todos os problemas devem ser levados à Caixa via SR ou sindicatos para análises. Segundo a Thays, a regra de estorno é para todos os bancos e é muito difícil mudar pois não trata-se de algo específico para a Rede Lotérica.

Débitos e transferências de depósitos nas contas 003 que algumas agências estão cobrando – Um ofício da Caixa já foi distribuído aos sindicatos sobre o tema e deve ser distribuído à Rede. Com este ofício a GERPA garantirá as argumentações para se evitar cobranças indevidas.

Renovação de contrato e exigência para nova padronização – A padronização vem desde 2012, logo se o lotérico não está adequado à necessidade ele está defasado em 6 anos. Esta regra está sendo aplicada agora, mas já existe desde 2013, porém não havia cobrança em aplicação. A mudança de blindagem das ULs para o modelo novo garante o recebimento do adicional de blindagem na adequação mesmo que o empresário já tenha recebido anteriormente.

Renovação das permissões das extensões – Não há renovação. No momento em questão esses modelos devem ser extintos e serão criados novos modelos.

Acompanhamento da movimentação de TFL sob risco de retirada por baixa movimentação – Será informada para a UL o desempenho dos equipamentos. Mas o objetivo é equalizá-los para disponibilizar a quem precisa e retirar de quem não está utilizando. Segundo a Caixa é importante verificar com o gerente de canais para verificar os prazos de desligamento, mas, nem sempre será em 30 dias. Isso deve ocorrer nacionalmente.

Por enquanto a aplicação está regionalizada.

Encerramento de atividades da Febralot e sindicatos estaduais ocorre no Senado Federal.

Para melhor aproveitamento do tempo as lideranças presentes continuaram as atividades em Brasília com um trabalho corpo a corpo no Senado Federal em busca de apoio ao PLC -1/2018.

Reuniao com Eunicio

A primeira reunião foi no gabinete do presidente do Senado Eunício Lopes de Oliveira (PMDB-CE), onde a Febralot juntou a comitiva do sindicato do Estado do Ceará e de empresários daquele Estado partindo para uma ação decisiva. Com Eunício as discussões em torno do Projeto foram bem favoráveis, e ele garantiu que colocará o projeto em votação com seu apoio. Esclareceu, contudo que há divergências com a Caixa e que a gestora deve apresentar uma contra proposta ao que está sendo reivindicado. O presidente da Febralot, Jodismar Amaro disse que ouvirá a proposta e se sente perfeitamente à vontade para recusá-la caso não seja favorável à categoria, o que foi respeitado pelo presidente do Senado.

Na sequência, o trabalho foi direcionado a buscar um novo requerimento de urgência e este documento foi elaborado e os empresários lotéricos partiram em busca de assinaturas das lideranças partidárias. O primeiro a assinar o requerimento foi o Senador Lindberg Farias (PT–RJ) que disse apoiar o projeto plenamente e orientou a todos em buscar mais lideranças para conseguir o quanto antes esta aprovação.

Na sequência o senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) também deu aprovação imediata assinando também o requerimento. Estava garantido o apoio das duas maiores bancadas.

O trabalho prosseguiu e ao fim do dia já era sete senadores assinando o requerimento.

O trabalho continua. Continuem acreditando.

Jodismar Amaro – Presidente

Fonte: Febralot


Ver todas as notícias...

AÇÕES »

Parcerias SINLOBA

Como já é de conhecimento de todos, o SINLOBA vem buscando o fortalecimento do nosso Sindicato, através de parcerias e convênios, a fim de proporcionar melhorias e desenvolvimento em prol de nossos filiados.
Assi...

Política»

DESENBAHIA CRIA FINANCIAMENTO PARA CASAS LOTÉRICAS

Os empresários de casas lotéricas da Bahia, permissionários da Caixa Econômica Federal, agora contam com nova linha de financiamento para investir e aumentar a eficiência e a segurança de suas atividades. A


Jurídico »

O SINLOBA, LUTANDO PELOS LOTÉRICOS

No dia 07 de Novembro de 2017, o Juiz de Direito, Dr. Paulo Chenaud, Coordenador dos Juizados Especiais da Bahia, recebeu na sede do Tribunal de Justiça da Bahia, o Sindicato dos Lotéricos, Assemelhados e Correspondentes Bancá